Para manter a segurança de dados em uma empresa, com certeza você deve estar preocupado com a onda de sequestro de dados, que têm crescido com o passar do tempo.

Se você acredita que a sua companhia não possa ser alvo dos criminosos, saiba que, nos dias de hoje, a questão deixou de ser exclusiva das grandes empresas.

Afinal, de acordo com os dados da própria Kaspersky, 42% das pequenas e médias empresas foram vítimas de ataques hackers em 2016. Por conta disto, é natural que os gestores adotem mudanças para evitar prejuízos para as suas organizações.

Depois de ler o artigo, você saberá as melhores práticas para evitar a perda das informações confidenciais, mas antes, entenda por que pagar pelo resgate é uma péssima ideia.

Entenda a intenção dos hackers com a prática

Por meio de vírus, chamados de ransomwares, os criminosos usam programas maliciosos com a intenção de capturar informações confidenciais, por meio da criptografia, seja dos próprios funcionários ou da companhia.

Assim, eles pedem por um resgate, que ultrapassa milhares de reais, para retornar o acesso dos dados capturados. Caso contrário, eles podem ameaçar apagar os seus arquivos.

Por conta da prática, apenas os hackers contam com o acesso e, por isso, se torna ineficaz qualquer ação para abrir ou tentar recuperar o arquivo infectado. Como se não bastasse, geralmente os pedidos de resgate costumam ser cobrados em bitcoins, a moeda virtual que impossibilita o seu rastreamento, tornando a ação dos hackers totalmente furtiva.

Saiba o que fazer após um sequestro de dados

Caso você seja vítima, assim que perceber a mensagem de resgate, desligue rapidamente todos os computadores contaminados. Por conta da sua rápida proliferação, é natural que as máquinas que compartilhem a mesma rede sofram das mesmas consequências.

Por isso, é preciso recorrer aos profissionais especializados em TI para isolar os equipamentos afetados. Ao colocar em quarentena, o grupo poderá analisar o caso com maior cautela e até mesmo restaurar as máquinas antes que o golpe seja completado.

Por conta da preocupação em ter o acesso de volta, é comum termos a reação de logo pagar para o grupo criminoso libertar as informações, principalmente se elas forem confidenciais.

Entretanto, mesmo que seja prometido pelos criminosos, o pagamento não garante que eles realmente tragam os dados de volta. Afinal, eles podem muito bem receber a quantia solicitada e simplesmente fugir com as suas informações relevantes, resultando em um prejuízo ainda maior para você.

Além disso, o pagamento faz com que as companhias incentivem indiretamente o crime, fazendo com que a ação seja replicada em mais empresas ao redor do mundo.

Saiba como se prevenir

Para evitar as situações, é preciso tomar cuidados básicos, que geralmente são negligenciados pelas corporações por acreditarem que o problema não acontecerá com eles. Por isso, esteja atento aos passos a seguir!

Tenha cuidado ao acessar a caixa de e-mail

Sendo um dos principais meios de invasão, os criminosos usam de artifícios para chamar a atenção e aguçar a curiosidade da vítima.

Ao se passar por lojas, oferecendo descontos, ou até mesmo por bancos, cobrando por um pagamento não feito, as mensagens têm como intuito enganar a pessoa, para que os programas maliciosos entrem com maior facilidade na máquina hospedeira.

Caso o e-mail tenha um anexo, a atenção deve ser redobrada. Por esse motivo, se a sua equipe se deparar com as seguintes extensões: .exe, .com, .vbs, .dll, ou .js, procure imediatamente a sua equipe de TI e informe-a sobre o ocorrido.

Certifique-se de que está navegando de forma segura

Como dissemos, os cibercriminosos procuram diversos meios para explorar qualquer brecha para invadir as máquinas das companhias. Assim, nem mesmo os navegadores estão a salvo dos golpes.

De forma semelhante ao item anterior, os hackers desenvolvem sites próprios para invadir os sistemas corporativos. Para evitar a situação, além da simples prática de não entrar em qualquer site sem confiança, certifique-se de atualizar não apenas os navegadores dos computadores, mas também os sistemas operacionais.

A atualização é fundamental para cobrir falhas encontradas pelos criminosos, que procuram a todo momento explorar novas vulnerabilidades.

Faça backups de arquivos

A prática é uma das melhores formas de se prevenir do ataque de hackers, já que é possível duplicar as informações de maior importância, tornando o sequestro pouco efetivo para os criminosos.

Assim, mesmo que você seja afetado, poderá ignorar a ameaça, já que os dados capturados e criptografados poderão ser recuperados de outras fontes mais seguras.

É preciso contar com um backup regular. Seja semanal, seja diário, o trabalho tem como objetivo garantir que você tenha as informações atuais da companhia, diminuindo o prejuízo em casos de perda.

Para isso, você pode optar por HDs externos, pendrives de maior capacidade ou a própria nuvem (que falaremos a seguir) para armazenar as informações confidenciais.

Dobre a segurança com a nuvem

Apesar de os dispositivos eletrônicos permitirem o armazenamento, a companhia pode contar com a tecnologia em nuvem para uma segurança mais efetiva. Além de garantir maior proteção aos dados, a nuvem permite que você mesmo criptografe as suas informações.

Além disso, a tecnologia proporciona um nível maior de segurança para os seus dados. Por necessitar de um acesso específico do gestor, os criminosos precisariam descobrir uma forma de passar pelos obstáculos proporcionadas pela inovação.

Outro fator a se destacar é a sua estrutura. Equipados com as melhores práticas e profissionais capacitados, o grupo especializado pode monitorar a todo momento, por meio de softwares, quaisquer tentativas de invasão ao sistema, bem como analisar os dados por meio de logs e de seus históricos.

Assim, caso encontre qualquer atividade suspeita, a equipe de segurança pode tomar soluções imediatas para bloquear o acesso do invasor, trazendo maior segurança e tranquilidade para a companhia.

Nós da IPsense contamos com uma equipe especializada em tecnologia em nuvem. Certificado pela Amazon Web Services, auxiliamos as empresas a migrar os seus dados confidenciais, com a finalidade de garantir maior segurança e reduzir custos para a sua companhia, a prevenindo de ataques envolvendo sequestro de dados.

Se você gostou deste artigo e quer saber mais sobre o tema em questão, entre em contato com a gente agora mesmo!

Confira também