Embora ainda haja dúvidas em muitos profissionais de TI, existe hoje uma verdade inegável: a Cloud Computing é o futuro da operação dentro das empresas.

Mas até que ponto a migração de sistemas para a nuvem já se tornou uma realidade no mundo corporativo? Será que esse é um movimento sem volta? Neste artigo, nós discutimos essas questões para que você comece agora a pensar em adotar a solução. Vamos lá?

Cloud Computing: uma nova realidade de mercado

O avanço da tecnologia dentro das empresas vem crescendo em velocidade e relevância impressionante. Você, como profissional de TI, deve sentir isso no seu trabalho. E, nesse cenário, a Cloud Computing talvez seja a catalisadora de todo o processo, a solução tecnológica que está no centro de estratégias de inovação e oportunidades de mercado.

Pense um pouco no que a nuvem significava para o mundo corporativo dez anos atrás. Apenas grandes empresas podiam arcar com os custos de uma recém-lançada Amazon Web Services e a capacidade de computação e armazenamento eram, na maioria dos casos, inviável.

Hoje, a Cloud Computing é uma realidade presente em qualquer área, estilo ou tamanho empresarial. O que era luxo de grandes corporações se tornou a ferramenta ideal para startups com pouco investimento e estrutura. O preço flexível e a oferta elástica se tornaram um padrão operacional. A nuvem cresceu e se espalhou para se tornar a melhor opção para qualquer TI no mundo.

Tecnologia no negócio: uma certeza para o futuro

Se a nuvem mudou tanto nos últimos anos, imagine o quanto ela se tornará essencial para o seu negócio já em um futuro próximo. Como dissemos, ela começou como um luxo tecnológico, hoje está acessível a todos e muito em breve dará um novo passo: será obrigatória para que sua empresa tenha o fôlego suficiente se quiser continuar na maratona do mercado.

Adotar a nuvem hoje não é apenas uma questão econômica, mas estratégica. O sucesso de tantos novos empreendimentos (principalmente as startups) está na construção de modelos de negócio que giram em torno da nuvem.

E como a empresa que você trabalha hoje lida com a tecnologia? Você acha que ela está seguindo o mesmo caminho para tornar a TI um setor primário na tomada de decisões e gestão de negócio?

Esse é o tipo de dúvida que deve começar a te preocupar para o futuro. Não é apenas uma questão de migração, mas de posicionamento da empresa para conquistar um público cada vez mais conectado e consumidor de tecnologia.

A prova de que gestores no mundo inteiro estão de olho nesse futuro é a projeção de crescimento em investimentos de Cloud Computing: segundo o Gartner, serão 181 bilhões de dólares até 2020. Para quem ficar de fora desse movimento em massa de mercado, a dificuldade de acompanhar a concorrência em eficiência, produtividade e preço será impraticável.

Migração para sistemas na nuvem: por que quem migra não volta

Outro sinal importante de que a migração de sistemas para a nuvem é uma aposta certa para o futuro está na experiência das próprias empresas com o modelo de negócio. A frase mais dita no meio, entre os diretores de negócios tecnológicos aos profissionais de TI é que a Cloud Computing é um caminho sem volta.

Uma grande prova disso é o comportamento das empresas mais conservadores. O que se observa no mercado hoje é que até negócios com resistência à nuvem, que apostam inicialmente em um modelo híbrido de cloud, tendem a completar a migração em seguida e não o caminho contrário.

Isso acontece principalmente por todos os benefícios que a nuvem traz para um negócio e que são sentidos imediatamente após a migração:

Redução de custos

Quanto mais a oferta de computação e armazenamento aumenta, mais barato fica um contrato de cloud. E esse ciclo virtuoso criado em quase todas as áreas ligadas à tecnologia tornará cada vez maior o abismo entre infraestrutura própria e IaaS.

Nós já estamos no ponto em que essa economia pode ser sentida de imediato pelo gestor da TI, não só na fatura do fim de mês como no aumento de produtividade que possibilita o ganho com mais trabalho em menos tempo.

Por que alguém voltaria a um modelo tecnológico mais ultrapassado, menos produtivo e mais caro a longo prazo? Qualquer um dos argumentos que poderiam ser dados no passado, como segurança, desempenho e estabilidade, já foram superados pelos serviços mais modernos de Cloud Computing.

Flexibilidade de estrutura

A capacidade de adequar sua estrutura à demanda é outro ponto chave para migrar seu negócio para a nuvem. É uma questão de dar espaço para a empresa respirar e escolher onde um investimento pode ser melhor aproveitado, ao invés de limitá-lo a uma estrutura física que precisa ser atualizada com certa frequência.

Depois de experimentar essa liberdade, é difícil voltar atrás. A preocupação com recursos ociosos fica no passado e a empresa nunca mais terá que andar no limite para manter sua operação. Se os tempos são difíceis, é só diminuir a oferta; se o mercado aqueceu, basta adequar à sua demanda.

Estratégia de negócio

A nuvem também está diretamente ligada a uma nova forma de planejar um negócio e se preparar para o futuro. A inserção de tecnologia tanto em processos internos quanto na entrega para o cliente é um caminho sem volta, então por que você voltaria atrás na sua migração?

A adoção da Cloud Computing é o caminho mais rápido para colocar a TI estrategicamente à frente da empresa. Quem não se preparar agora e se adequar ao mercado, pode se tornar defasado e ver o valor da sua marca evaporar para o público. 

Parceria tecnologia: como tirar o máximo de proveito da nuvem

Não existe mais dúvidas, a Cloud Computing será onipresente na operação de empresas em um futuro muito próximo. Junto a esse movimento, cresce também a importância de firmar boas parcerias em consultoria, gestão e monitoramento desses sistemas. 

Principalmente na hora de contratar os melhores provedores de cloud, a especialização de uma empresa terceirizada pode ser a saída para garantir o máximo de vantagens e otimização no dia a dia da sua equipe e de todos os funcionários.

Afinal, a migração para sistemas na nuvem tem seu sucesso atrelado à sua capacidade de implementar e gerenciar a solução. Mas, mesmo que a princípio você não se sinta preparado para sugerir a mudança aos outros diretores da empresa, é hora de assumir a posição a favor da Cloud Computing. A sua dedicação à tecnologia pode ser a diferença entre o crescimento e a estagnação em muito pouco tempo.

E se você quiser se manter mais informado ainda sobre sistemas na nuvem e as melhores práticas de cloud na sua empresa, assine a nossa newsletter! Você vai receber artigos como este diretamente no seu email.

Confira também