Novos tempos e novas tecnologias permitiram novas possibilidades de atuação no ambiente de TI. Hoje, não é mais necessário investir demasiadamente em infraestrutura física, de forma que as empresas conseguem resultados excelentes com um investimento financeiro menor.

Isso é possível graças ao surgimento do IaaS (Infrastructure as a Service), um dos tipos de serviço em nuvem disponíveis atualmente e que pode trazer uma série de benefícios para a sua empresa na área de TI.

Continue lendo, veja os 7 principais benefícios do IaaS e confira por que você deve investir nisso o quanto antes!

Principais benefícios do IaaS

1. Eliminação de custos de capitais

Uma das principais vantagens na adoção de IaaS em sua empresa diz respeito à otimização de gastos na área de TI. Por meio dessa medida, é possível reduzir os custos de infraestrutura, já que a nuvem será utilizada, sem perder qualidade e performance de recursos. Isso porque não se torna mais necessário adquirir hardwares mais potentes para a realização do trabalho de desenvolvimento, diminuindo os custos com ativos.

Além disso, como há a escalabilidade de serviços, não é necessário adquirir novos equipamentos para atender à demanda de aumento de recursos. O próprio sistema na nuvem já oferece os recursos de acordo com a demanda. Assim, caso seja um aumento pontual, você terá a elevação do custo do uso da infraestrutura na nuvem naquele momento e retornará ao gasto médio comum ao retornar à situação de normalidade.

2. Redução de custos contínuos

Além dos gastos pontuais para a compra de ativos, a fim de garantir os recursos necessários, a IaaS também auxilia a reduzir os custos contínuos com infraestrutura. Nos modelos físicos tradicionais, é necessário investir em questões, como:

  • gastos de energia elétrica para garantir a refrigeração dos servidores;

  • manutenções constantes dos servidores físicos;

  • custos com instalação das máquinas, entre outros.

Já no IaaS, você consegue utilizar os mesmos recursos de infraestrutura, porém, sem os gastos contínuos envolvidos no processo. Os gastos envolvidos, nesse caso, são os relacionados com o uso direto dos recursos, sendo mais baixos do que os realizados com a versão física.

3. Aprimoramento da continuidade dos negócios

Muitas vezes, por falta de possibilidade de investimentos em curto prazo, as organizações evitam o crescimento ou aceitam contratos mais robustos. Isso porque envolvem, em alguns casos, aquisições de equipamentos mais potentes e, consequentemente, com um custo mais elevado.

Em alguns cenários, a elevação de potência, no caso de aquisição de componentes físicos, vai além do que será utilizado no processo, de forma que o investimento é superior, muitas vezes, ao retorno em curto prazo. A partir do IaaS, como os custos acontecem no modelo pay-per-use (de acordo com os recursos que serão realmente utilizados), a continuidade e o consequente crescimento do negócio tornam-se viáveis.

4. Aprimoramento da recuperação de desastres

Cada vez mais, as empresas utilizam a nuvem para ajudar no aprimoramento do Disaster Recovery. Antes, ocorriam os gastos para aquisição de um segundo local físico para funcionar como seu DataCenter para recuperação de desastres. Atualmente, as arquiteturas das nuvens permitem que você utilize esses locais para esse fim, também em regime de escalabilidade, não exigindo que sua empresa adquira equipamentos visando a essa finalidade.

Por exemplo, a nuvem da AWS permite que você crie de ambientes de “luz piloto” até ambientes em operação contínua. Assim, em caso de problemas, é possível recuperar a infraestrutura de TI e dados rapidamente, sem comprometer a qualidade do seu serviço. Outra vantagem de contar com a IaaS para esse objetivo é que você só pagará pela licença de software quando ela realmente for utilizada.

5. Possibilidade de respostas mais rápidas às condições de negócios em mudança

Quando uma empresa está realizando mudanças, sejam elas internas, sejam elas de posicionamento de mercado, há uma série de transformações e adaptações que precisam ser efetuadas durante o processo.

O uso da IaaS permite que as respostas a essas mudanças sejam dadas de forma mais ágil, minimizando os prejuízos imediatos gerados pelas alterações realizadas. Assim, sua empresa conseguirá estar pronta para atuar na nova situação rapidamente, retornando aos rendimentos e níveis de produtividade anteriores.

6. Fornecimento de novos aplicativos para usuários com mais rapidez

Agilidade é o novo mote do momento. Cada vez mais, os usuários desejam ter as soluções necessárias em suas mãos o quanto antes. Prazos de entrega precisam ser cada vez mais curtos para seus clientes, sem perder precisão no processo.

Com a IaaS, você tem todos os recursos necessários para a criação de soluções imediatamente em suas mãos. Isso significa que seus colaboradores podem trabalhar, desde já, nos aplicativos que seus clientes contrataram, sem precisar aguardar um longo tempo.

Isso encanta o cliente, que voltará a contratar a sua empresa para outras soluções. Além disso, a correção de erros é agilizada também, devido à mudança na dinâmica dentro da sua empresa com o uso de IaaS. O desempenho do aplicativo também é bastante positivo, com poucas chances de indisponibilidade, como veremos a seguir.

7. Diminuição nas chances de indisponibilidade

Um dos grandes problemas no uso de servidores físicos é a possibilidade de indisponibilidade. Esse entrave pode gerar uma série de prejuízos para os negócios. Por exemplo, um hardware com defeito pode prejudicar a produção do dia. Ou, quando os recursos estão aquém do necessário, atrapalhar a produtividade dos colaboradores, tornando os atrasos frequentes.

Com a aplicação do IaaS, o risco diminui consideravelmente. Como os recursos estão sempre disponibilizados na nuvem, em caso de algum problema ou falha em um dos servidores, o acesso será direcionado para outra máquina imediatamente. Assim, as interrupções, quando ocorrem, são mínimas e não comprometem sua rotina de trabalho.

Antes de concluirmos, é necessário ressaltar a diferença entre IaaS e PaaS, uma confusão comum entre os iniciantes que não conhecem bem esses termos ainda. Comecemos pelo IaaS. IaaS, como o nome sugere, diz respeito ao modelo de serviço oferecido em nuvem no qual o usuário pode utilizar, apenas, os recursos de infraestrutura (backup, redes, servidores, entre outros).

Já o PaaS (Platform as a Service) diz respeito à disponibilização da plataforma para desenvolvimento de aplicativos. Além da infraestrutura, são oferecidos também sistemas operacionais e servidores de aplicação, indo além do IaaS.

Tem interesse em aplicar o IaaS em seu negócio e ver os benefícios que listamos neste artigo? Então, entre em contato com a IPsense e veja as opções que podemos oferecer para sua empresa.