Por Ladan Schulte Machado, arquiteto de soluções da IPsense Tecnologia

Os desafios impostos pelo COVID-19 têm exigido do sistema de saúde um esforço gigantesco para atender ao crescente número de casos diários da doença, com inúmeros profissionais de medicina sendo vítimas do estresse, depressão e síndrome de burnout, entre outros problemas.

Com foco nos profissionais da área de saúde, a empresa EZRest adaptou uma de suas soluções para detectar precocemente indícios de fadiga ou aumento de riscos infecciosos. Isso permite que gestores possam identificar quem precisa de um descanso mais adequado.

Como garantir a performance necessária para processar as informações, fornecer alta disponibilidade e capacidade de crescimento sem incorrer em altos custos? Foi com esse desafio que a EZRest procurou a IPsense.

O desafio

Embora bastante maduro em termos de algoritmos de detecção de padrões de comportamento, visualização dos dados e segurança da privacidade dos seus usuários, o backend do EZRest estava baseado em uma infraestrutura limitada, com alta latência de processamento e sem plano de contingência em caso de queda do servidor. Como o serviço já́ estava em uso, era necessário criar um plano de correção da infraestrutura sem interromper a solução, que depende da captura e processamento de informações diariamente para produzir resultados confiáveis.

Gráficos e algoritmos inteligentes precisavam de um backend escalável e de baixo custo

 

A solução

Uma abordagem mais tradicional de migração de uma solução monolítica para a nuvem seria a de reescrever o backend utilizando APIs e microsserviços, baixando os custos de infraestrutura para uma fração dos valores atuais. Mas a urgência causada pelo cenário atual não deixou margem para esta abordagem. A saída foi manter a atual arquitetura da aplicação, mas repensando a infraestrutura em torno de soluções gerenciadas da AWS para fornecer a escalabilidade necessária, com uma análise do uso do servidor atual para determinar o tamanho das instâncias a serem criadas de forma a manter os custos sob controle.

Arquitetura da solução com alta disponibilidade criada para suporte ao projeto

 

Além do ambiente de backend, também foi disponibilizado um CDN através do Amazon Cloudfront, possibilitando que a aplicação responsiva criada pelo time da EZRest esteja disponível com segurança (https), baixa latência e zero servidores ao utilizar o Amazon S3 como armazenamento.

O resultado

Com a nova arquitetura, com capacidade de crescimento elástico, alta disponibilidade e alcance em todo o território nacional, o lançamento foi possível já num ambiente performático, com capacidade de crescimento conforme a solução é adotada por um número crescente de profissionais.

Assim, a EZRest fornecendo a tecnologia, a IPsense fornecendo técnicos qualificado para o desenho, planejamento, implementação e suporte da infraestrutura, e a AWS cedendo os recursos de computação em nuvem, se uniram nessa batalha. Os custos de suporte e infraestrutura da solução foram zerados por aproximadamente seis meses.

A IPsense

Com mais de 15 anos de existência, oito dos quais dedicados exclusivamente à nuvem, a IPsense é um Parceiro de nível Advanced da AWS Partner Network. Temos uma equipe com certificações da AWS, e somos também um AWS Managed Services Provider.

O Blog da AWS