Estamos na Era da Transformação Digital e saber gerenciar as novas tecnologias é uma vantagem de mercado. Uma gestão efetiva envolve decisões complexas, como escolher a melhor nuvem para o seu negócio.

Os dados são o ativo mais valioso da sua empresa e saber onde, como e quando armazená-los é fundamental. Conhecer a fundo as soluções na nuvem permitirá o aproveitamento de benefícios da tecnologia, sem incorrer em custos desnecessários.

Além disso, contar com a ajuda de especialistas pode evitar muitos desgastes futuros. Ficou interessado no assunto? Então, veja como escolher a melhor nuvem para o seu negócio!

Dicas que ajudarão na escolha de uma nuvem de boa qualidade

Apresentaremos alguns cuidados que você deve ter para acertar ao escolher uma nuvem. Acompanhe! 

1. Pesquise os preços do mercado

Essa dica requer bastante cuidado, pois não basta apenas escolher a solução em nuvem mais barata. É preciso avaliar também se a ferramenta se adéqua às necessidades técnicas e às demandas do seu negócio.

Pesquisar os preços praticados no mercado é uma forma de se familiarizar com os prestadores de serviços e evitar a dependência técnica. Ao avaliar esses custos, deve-se considerar as formas de cobrança e as garantias disponibilizadas. 

Os modelos de precificação dos provedores de serviços tendem a seguir um padrão. Entretanto, é preciso conhecer bem as demandas do seu negócio e as tendências da tecnologia para que a escolha de ferramenta em nuvem seja eficaz e econômica.

2. Avalie a disponibilidade do seu provedor

Uma boa solução em nuvem deve disponibilizar as informações sempre que houver demanda. Ferramentas instáveis podem atrapalhar os seus processos mais críticos e manchar a reputação da sua empresa.

A ideia do armazenamento em nuvem é justamente manter os dados do seu negócio acessíveis em qualquer hora e local. A hiperconectividade da tecnologia é uma facilitadora da recuperação de informações sensíveis e estratégicas.

Ao avaliar um provedor de serviços, verifique se a nuvem estará disponível 24 horas, durante os 7 dias da semana. Com os dados armazenados em um drive virtualizado, é possível tocar as demandas do seu negócio até por meio do seu telefone celular.

3. Busque referências com outros clientes

É preciso um pouco de ceticismo quando vamos negociar com os fornecedores, visto que nem sempre os benefícios prometidos corresponderão à realidade do seu negócio. Buscar referências com outros clientes pode evitar problemas e esforços desnecessários. Você deve se lembrar que os dados do seu negócio são críticos e, por isso, não se pode confiá-los a qualquer provedor.

Pesquisar a reputação dos fornecedores nas redes sociais e em sites de defesa do consumidor vai ajudar na escolha do melhor pacote de serviços na nuvem. Um bom indício é avaliar se os canais de atendimento apresentam opções para registrar reclamações e sugestões.

4. Conheça a infraestrutura do seu negócio

Investimentos em tecnologia envolvem custos consideráveis, e isso reforça a necessidade de conhecer bem a infraestrutura do seu negócio. A escolha da melhor nuvem deve ser criteriosa e de acordo com as particularidades dos seus processos internos.

Por exemplo, um serviço de backup semanal pode ser mais em conta do que backups diários. As ferramentas em nuvem devem se adequar ao seu negócio, e não o contrário. Conhecer a sua infraestrutura requer o levantamento de informações como número de servidores, licenças de sistemas operacionais e espaços de armazenamento de cópias de segurança.

As soluções na nuvem podem proporcionar um diagnóstico sobre quais recursos de tecnologia estão subutilizados e sobrecarregados. 

5. Avalie o funcionamento do suporte técnico

Acionar o suporte técnico nem sempre é uma situação agradável, mas é preciso entender bem as cláusulas dos contratos de serviços em nuvem para evitar dores de cabeça. Os Acordos de Níveis de Serviço (ANS) são uma forma de proteger os consumidores em casos de incidentes. Tenha em mente que os fornecedores devem ser um aliado do seu negócio, principalmente nas situações mais críticas.

Em geral, os serviços de suporte técnico funcionam no esquema de 24 horas, durante os 7 dias da semana. A ideia é justamente estar à disposição do usuário a qualquer momento para resolver problemas com seus dados na nuvem.

6. Verifique se a solução em nuvem é escalável

Os negócios duradouros têm metas de crescimento a longo prazo. É preciso avaliar se os serviços de armazenamento em nuvem conseguirão acompanhar a expansão da sua empresa.

Uma parceria de longa data e estável tende a gerar benefícios tanto para os clientes quanto para os provedores. Vale lembrar que as migrações de servidores são tarefas complexas e podem prejudicar a produtividade do seu negócio.

Bem, essas são as dicas para escolher a melhor nuvem para o seu negócio. Conheça agora as ferramentas da Amazon e veja como elas podem ajudar você!

Cloud AWS

A empresa Amazon Web Services (AWS) é uma subsidiária da conhecida Amazon. Trata-se de uma plataforma lançada em 2006 para serviços de computação na nuvem. De acordo com o relatório da Gartner de 2018, a empresa AWS já tem liderança no mercado há mais de 10 anos.

A ferramenta Cloud AWS enfatiza a gestão integrada de informações e adota como política de preços o pagamento conforme a utilização do cliente. Esse armazenamento sob demanda permite à AWS, 55 zonas de disponibilidade, em 18 regiões geográficas no mundo inteiro. O mais relevante é que esses serviços em nuvem geram economia de escala e rapidez na sincronização de informações.

A AWS também oferece serviços de nuvem híbrida, cujo objetivo é executar aplicações híbridas que mesclam servidores locais e remotos.

Amazon EC2

A Amazon Elastic Compute Cloud (EC2) permite que os clientes criem máquinas virtuais na nuvem para a instalação dos programas que desejarem. Paga-se somente pelo tempo efetivamente utilizado. Esse ambiente possibilita aos programadores o desenvolvimento de sistemas com escalabilidade e resilientes às falhas.

Os usuários também podem configurar backups automáticos como snapshots. Trata-se de uma ferramenta intuitiva e fácil configuração. O objetivo é permitir aos usuários o  aluguel de computadores virtuais para rodar aplicações próprias.

Note que a escolha da melhor nuvem para o seu negócio envolve muita pesquisa, avaliação e proatividade dos gestores de tecnologia. Contar com a ajuda de especialistas pode facilitar muito essa decisão.

Gostou do artigo? Então, deixe o seu comentário no post e compartilhe a sua experiência com a gente. Sua contribuição é sempre bem-vinda!