O surgimento de novas tendências em cloud computing em um ritmo acelerado nos mostra um fato inegável: essa tecnologia é a principal impulsionadora de transformação digital em empresas que se preparam para o futuro.

Mas, dentro dessas tendências para os próximos anos, o backup na nuvem é uma solução para agora, principalmente pela importância que vem ganhando a gestão de dados e a inclusão de inteligência nas decisões de negócio.

Por isso, preparamos este artigo completo com tudo o que você precisa saber sobre o assunto. Vamos discutir como funciona esse tipo de backup, suas vantagens, desvantagens e como começar a usar na sua TI. Confira!

O que é e como funciona o backup na nuvem?

O uso de cloud computing para armazenamento de arquivos foi talvez a primeira aplicação da tecnologia a se popularizar, inclusive entre usuários individuais. Nesse sentido, não há mais muitos segredos: uma empresa provedora de serviços em nuvem (CSP) mantém servidores, data centers e outros recursos computacionais e os oferecem aos clientes remotamente por meio da internet.

A equipe de TI nesse caso não precisa se preocupar com a atualização, proteção e manutenção da infraestrutura, apenas com a implementação desses recursos dentro de seu fluxo operacional.

No caso do backup em nuvem, também conhecido como cloud backup, isso acontece de forma padronizada e automatizada, como um contrato de serviço entre a provedora e o cliente. Você só paga a quantidade de espaço que precisa e utiliza o sistema fornecido para gerenciar e organizar esse processo.

Qual a diferença entre armazenamento local e backup em nuvem?

O modelo tradicional de backup, que vem sendo utilizado por empresas desde a viabilização da informática nos negócios, sempre foi feito pela manutenção própria de servidores e data centers. A TI adquiria e instalava discos baseados na sua previsão de demanda em um determinado período de tempo e o armazenamento era todo local.

Os grandes empecilhos desse modelo é a necessidade de dispor tempo e recursos da equipe de TI diretamente na gestão desses backups, como rotinas de transferência, verificação e organização das informações.

Essa é a grande diferença para o cloud backup (além, claro, dele não ser feito fisicamente dentro da empresa): sistemas em nuvem permitem que todo esse trabalho seja centralizado em um ambiente digital virtualizado, como um centro de comando que permita a gestão inteligente de dados.

Em um cenário de mercado onde o sucesso depende cada vez mais da sua participação nas novas estratégias de negócio, esse ganho de tempo é fundamental. É por isso que tantas empresas migram hoje do investimento em bens de capital, como infraestrutura de TI para o investimento em serviços (SaaS, PaaS, IaaS). Sua produtividade deixa de ficar ancorada no escritório e todos os gestores envolvidos têm mais espaço para buscar soluções realmente relevantes para o futuro.

Quais são as vantagens desse modelo?

Agora que definimos bem o que é o backup em nuvem e seu potencial dentro de uma empresa, podemos detalhar melhor como ele afeta diretamente o seu trabalho e a capacidade competitiva de um negócio.

Flexibilidade de recursos

O primeiro impulso de gestores de TI na busca pela nuvem é uma quantidade de armazenamento suficiente para suportar sua nova gestão baseada em dados. Muitas vezes o investimento em data centers é proibitivo para uma empresa que busca escalar seu modelo de negócio ou readequar projetos em um novo mercado.

Quanto mais dados a empresa utiliza, maior o retorno trazido pelo armazenamento em cloud. O gasto com recursos de backup pode ser elástico e se adaptar ao que você precisa naquele momento: aumentar em um pico de adesão de novos clientes, por exemplo, ou diminuir para evitar ociosidade do sistema em períodos de crise.

Como o backup em nuvem se torna um processo de segurança, organização e confiabilidade no seu trabalho, deixar de se preocupar com a previsibilidade do espaço disponível para o futuro é um ganho enorme em gestão.

Automação de rotinas de backup

Você quer se livrar de ainda mais peso operacional e se dedicar ao trabalho estratégico de um profissional de TI? Outro motivo muito popular para a adesão ao modelo está na automação oferecida por provedores de qualidade.

É possível pré-configurar o seu sistema para copiar, guardar, organizar e gerir bancos de dados inteiros sem a necessidade de input humano. Sem se preocupar com isso, toda a sua equipe ganha mais espaço e estrutura para melhorar sua entrega e buscar soluções inovadoras apoiadas em tecnologia.

Disponibilidade de dados

São três pilares principais do backup em nuvem quando falamos de seu lado operacional: a elasticidade/escalabilidade do armazenamento, a automação e a disponibilidade. Então, falta falar desse terceiro ponto. O backup em nuvem permite que dados importantes para o trabalho de todos os colaboradores fiquem disponíveis de qualquer lugar, a qualquer hora — claro, com um controle de acesso seguro.

Isso significa que as empresas finalmente estão dando o passo definitivo para se livrarem de suas limitações físicas. A mobilidade no trabalho (ou trabalho remoto) está mudando a forma como negócios são geridos e como o mercado reage mais rápido a novas oportunidades. Como é papel do gestor de TI comandar e organizar o armazenamento desses dados, é sua hora de assumir de vez um papel estratégico de destaque.

Colaboração e produtividade

A disponibilidade dos dados cria uma nova era de produtividade nas empresas. Essas informações em backup podem ser utilizadas por todos os departamentos de formas mais fluidas e melhor inclusas no fluxo de operação do dia a dia. A colaboração é um desses maiores ganhos. A cloud computing permite que várias pessoas trabalhem ao mesmo tempo em arquivos, relatórios e códigos, aliando a esse processo ferramentas de comunicação, comentários e edição em conjunto.

Sem limites de espaço, de tempo e de dispositivos (por meio da mobilidade), a empresa não só se torna mais produtiva como ganha em economia de recursos e eficiência. Essas características serão fundamentais para o seu sucesso no futuro. 

Performance na edição e no acesso

Este é um benefício diretamente ligado à qualidade do provedor escolhido para fornecer os recursos de armazenamento e backup que você precisa. Quanto melhor for essa oferta de cloud computing, mais rápido é o acesso e a gestão desses dados. A vantagem maior do backup em nuvem se comparado com o modelo tradicional é que aqui todas as informações de diferentes fontes são centralizadas em um único ambiente.

Assim, não importa do que você precisa e para o que você precisa. Qualquer dado relevante para o negócio está a alguns cliques de distância.

Controle de acesso

Bons sistemas em nuvem possuem como característica um grande foco na gestão inteligente de dados — a automação do backup é um exemplo claro disso. Por isso, essa oferta geralmente é acompanhada por softwares, ferramentas e dashboards que simplificam o monitoramento e o controle de acesso a informações sensíveis de negócio.

Quando o backup é feito localmente, por exemplo, o acesso aos dados feitos por invasões silenciosas (como engenharia social) são muito difíceis de serem identificados até que eles já estejam comprometidos.

A nuvem cria uma portaria a mais para que cada usuário acesse essas informações. O banco de dados pode até ser segmentado em níveis de credenciais para simplificar o acesso ao conteúdo rotineiro de trabalho sem expor aqueles dados que poderiam prejudicar seriamente a empresa se mal utilizados.

Histórico de modificações

E esse comprometimento de dados nem sempre acontece por uma invasão ou por má fé. Muitas vezes, um descuido, uma falha, um erro de digitação pode atrapalhar a compreensão de um relatório ou levar a TI e outras diretorias a tomarem decisões equivocadas.

É por isso que no backup em nuvem cada modificação em arquivos e diretórios é registrada e gravada. Dependendo da estrutura contratada, é possível reverter modificações de dias ou até semanas quando um erro é identificado. Ter esse tipo de controle é uma segurança a mais para a sua gestão, sem que você precise ficar criando rotinas e ferramentas que façam checagens constantes da autenticidade de cada modificação.

Segurança

Se o assunto é segurança, nós temos que terminar esta lista de vantagens com outro ganho em eficiência e tranquilidade no seu trabalho. Os bons provedores de nuvem oferecem tudo o que você precisa para assegurar a confiabilidade dessa tecnologia. Você terá redundância, monitoramento e ferramentas de proteção que lhe darão essa garantia sem que você precise aumentar a carga de trabalho da sua equipe.

Você quer saber como exatamente isso funciona? Continue lendo que vamos detalhar mais essa questão de segurança em um tópico abaixo.

Quais são as desvantagens?

É claro que nenhum sistema é perfeito, mas as desvantagens associadas ao backup em nuvem são quase que totalmente originadas em uma escolha errada de provedor de recursos ou uma má implementação no sistema da empresa — por exemplo, se ela não conta com ajuda especializada nesse processo. Veja algumas delas:

Indisponibilidade

Quando não há comunicação entre servidor e empresa, o backup na nuvem fica completamente indisponível. Se isso acontecer em um momento crítico de operação, a falta de acesso às informações pode levar a prejuízos. Por isso, é importante contar com servidores capazes de suportar grandes demandas e que garanta o mínimo de downtime possível. Essa é uma desvantagem que você pode eliminar antes mesmo de iniciar sua migração.

Lentidão no acesso

Mesmo que os dados estejam disponíveis, um sistema de baixa performance na ponta do fornecedor ou da empresa pode causar dificuldade entre os funcionários para acessar informações importantes para sua produtividade. É como ter um computador lento para trabalhar: uma origem de frustração, estresse e retrabalho. Assim como você escolhe o hardware que se adéqua ao seu uso, a nuvem escolhida precisa oferecer a performance que você espera para valer a pena.

Gestão dificultada

Outro obstáculo pode estar no sistema de gestão que gerencia esses backups em nuvem. Estruturação, organização e segmentação são importantes para que você encontre e recupere rápido dados importantes em situações de crise ou comprometimento — ou simplesmente para agilizar processos operacionais.

Quando o provedor não fornece ou você não implementa essas ferramentas de controle, a nuvem pode se tornar mais uma dor de cabeça do que uma solução. Novamente, tudo depende da sua capacidade de implementar o melhor sistema possível.

Como começar a usar o backup em nuvem?

Portanto, podemos continuar esse guia definindo as melhores práticas para investir em backup na nuvem maximizando suas vantagens e evitando suas possíveis desvantagens. Algumas dicas podem te ajudar a começar:

Defina suas metas

Migrar para a nuvem é um processo que envolve planejamento como qualquer nova estratégia de negócio: é preciso entender as suas dores principais no momento, como ela será solucionada e quais são os meios para isso.

É nessa etapa que você define seus objetivos com o backup em nuvem. O que você espera ganhar em gestão? O que a empresa ganha em produtividade? Quais serão os custos envolvidos? Qual é o ROI esperado? Responder a essas perguntas vai rascunhar o mapa que você precisa seguir para completar a migração.

Escolha o fornecedor ideal

O melhor provedor de nuvem nem sempre é o que oferece o melhor preço ou a maior quantidade de recursos. É aquele que se ajusta e se adapta melhor às necessidades da sua empresa. Como gestor de TI, ainda mais seguindo o tópico anterior, você, com certeza, tem uma boa noção do dimensionamento de espaço para backup e das ferramentas de gerenciamento que todo o negócio precisa para aproveitar ao máximo a tecnologia.

O próximo passo então é encontrar no mercado a empresa que se encaixa perfeitamente. Pode ser que a prioridade esteja na segurança, na disponibilidade, na escalabilidade, na customização. Cada empresa tem um ponto forte que pode ser aproveitado melhor quando em sintonia com as suas necessidades. 

Quebre o processo em etapas

Principalmente quando se faz uma migração completa para a nuvem, a equipe de TI precisa ter um cuidado especial para seguir com esse processo de forma tranquila e organizada. Um projeto de execução é bem importante. É nele que você define o passo a passo desse fluxo, quais etapas são prioritárias e consegue validar cada uma delas antes de partir para a próxima. Dessa forma, nada fica para trás e você termina com o resultado exato que planejou.

Envolva todos os colaboradores

A migração para a nuvem não é um projeto exclusivo da TI, toda a empresa será afetada pela mudança. Para garantir rotinas de backup eficientes e o uso correto da tecnologia, você e sua equipe precisam investir em comunicação, colaboração e educação. Inclusive, essa é a hora perfeita para fomentar a cultura de inovação em todos os funcionários. Convidar a participação de todos incentiva a proatividade e cria oportunidades antes invisíveis em insights e ideias disruptivas onde menos se espera.

Busque ajuda

Ter um sistema de backup em nuvem é simples e praticável por conta própria, ainda mais em empresas com grandes equipes de TI. Mas contar com ajuda especializada, como consultorias, é uma forma de garantir o investimento e criar o planejamento perfeito para extrair dele o máximo de retorno possível.

Essa ajuda ainda pode se estender para o gerenciamento do novo sistema, tirando esse peso do gestor e liberando seus esforços para utilizar a nova tecnologia em decisões estratégicas.

Qual o melhor tipo de backup na nuvem para a sua empresa?

Podemos falar um pouco mais ainda sobre como você descobre qual é o modelo ideal de nuvem para a sua empresa, baseando-se nas suas necessidades, na capacidade de investimento e no que você espera de retorno da tecnologia. Em resumo, existem três tipos comerciais de cloud computing oferecidos no mercado, nuvem pública, privada e híbrida. Entenda.

Nuvem pública

A nuvem é considerada pública quando a provedora divide seus recursos por meio de virtualização entre todos os clientes. Não há qualquer comunicação entre bancos de dados e a divisão dos gastos permite preços mais acessíveis com performance de ponta

Nuvem privada

A cloud computing nesse modelo é montada com uma infraestrutura exclusiva para cada cliente. Ela é mais cara, mas oferece opções extras em customização e compartimentação de recursos.

Nuvem híbrida

É uma junção dos modelos público e privado. Geralmente utilizado por empresas com equipes maiores de TI que podem fazer essa gestão simultânea: arquivos mais sensíveis e controlados ficam na estrutura privada, enquanto os mais acessados e importantes para a produtividade estão na estrutura pública.

Todos esses tipos de nuvem oferecem opções de backup automatizado e gerido por sistemas integrados. A diferença aqui está principalmente nas suas expectativas, no volume de informações a ser armazenado e na capacidade de investimento. De novo, uma consultoria especializada pode te ajudar a resolver essa equação. Em termos mais diretos:

  • se você busca custos menores e mais flexíveis com alta performance, use backup em nuvem pública;

  • se seu banco de dados tem especificidades que exigem um ajuste mais fino da infraestrutura, invista na nuvem privada;

  • se você quer aliar customização e praticidade, aposte no backup híbrido.

Por que o backup em nuvem é mais seguro do que o tradicional?

No tópico sobre as vantagens do backup em nuvem citamos que ela é potencialmente muito mais segura do que o armazenamento local, mas faltou explicar qual é a razão disso. Existem várias ferramentas e funcionalidades em um serviço de backup na nuvem que comprovam a eficiência do modelo no quesito segurança:

  • redundância no armazenamento dos dados, para que possam ser rapidamente recuperados em casos de desastre;

  • monitoramento de acesso e modificações;

  • alarmes imediatos para anomalias na interação com os dados;

  • camadas de proteção extra como firewall;

  • ferramentas de apoio ao compliance.

Mas todas essas vantagens sobre o armazenamento local são consequências de um ponto central muito mais importante: o alinhamento entre provedor, cliente e, se possível, uma parceira especializada no gerenciamento desses recursos. Mesmo em equipes de TI grandes, é inviável alocar profissionais competentes, que poderiam contribuir diretamente no negócio, em funções rotineiras de monitoramento e controle.

Quando se contrata um serviço de backup em nuvem, a responsabilidade da segurança do servidor fica por conta da provedora contratada. Se essa for uma boa empresa, ela, com certeza, contará com uma equipe especializada na manutenção, atualização e proteção dos dados de seus clientes.

Ter essa tranquilidade é um ganho incrível para quem trabalha com TI. Você pode voltar seus esforços para o que realmente importa, a implementação dessa tecnologia como impulsionadora de novas estratégias, oportunidades e projetos — algo muito difícil de conseguir quando você é responsável por tanta carga operacional.

Por que contratar um serviço de Cloud Backup?

Todo esse guia foi feito para responder a essa pergunta e se você leu com atenção já deve saber bem a resposta — inclusive já deve estar pensando em como utilizar a tecnologia na sua TI. Podemos resumir essa discussão em três pontos principais: 

  1. A cloud backup é uma ferramenta prática muito útil, capaz de automatizar e otimizar processos que contribuem muito para a produtividade da empresa como um todo.

  2. A cloud computing é uma alternativa segura e confiável ao armazenamento local (quando se contrata parceiras de qualidade), trazendo mais controle e monitoramento ao acesso e à manipulação de dados.

  3. A estruturação inteligente e integrada de bancos de dados tira o peso operacional da TI das suas costas e fornece as condições necessárias para que um gestor na área busque sua nova cadeira na mesa de diretoria — como origem de novas ideias de negócio e fonte de soluções de mercado que vão aumentar a satisfação do seu público.

O backup na nuvem parece só mais uma tecnologia corporativa, mas, quando colocamos todas as cartas na mesa, esse pode ser o início de uma nova era para a sua empresa, o início da sua própria transformação digital.

E que tal contar com especialistas em nuvem para te ajudar nesse processo? Entre em contato conosco! A IPsense é uma empresa focada em migração e gerenciamento de nuvem, com expertise para contribuir na sua escolha das melhores soluções em cloud computing em performance, recursos e, claro, custos reduzidos.