Skip links

Computação em nuvem como a alternativa para otimização de recursos

Computação em nuvem: esse termo já não é mais uma novidade para os profissionais da área de TI. No entanto, muitos profissionais — principalmente os da velha guarda — ainda têm receio de trabalhar com esse tipo de computação, seja por falta de informação, seja por desconfianças em relação ao seu uso.

A realidade é que as empresas que não começarem a atuar com cloud computing ficarão para trás. Quem ainda optar pelos data centers físicos, além de prejuízos financeiros, verá suas atividades cada vez mais custosas, lentas e com resultados cada vez piores.

Por isso, é essencial identificar como a computação em nuvem pode ser uma alternativa essencial para os data centers tradicionais e trazer inovação e produtividade para seu negócio no setor de tecnologia. Continue a leitura deste texto e saiba mais sobre o assunto!

Os especialistas apontam a computação em nuvem como a melhor alternativa

As pesquisas das mais respeitadas consultorias das áreas de TI vêm apontando a computação em nuvem como a alternativa para otimização de recursos, cortes de custos e aumento da eficiência, produtividade e inovação.

Em matéria publicada no Valor Econômico em 26 de agosto de 2014, uma pesquisa aponta que a computação em nuvem passou a fazer parte da estratégia de negócio das empresas brasileiras e que muitas empresas já aproveitam as oportunidades.

Segundo o Gartner, um dos institutos mais renomados no que diz respeito às pesquisas na área de TI, as empresas que não adotarem a computação em nuvem até 2020 poderão encontrar dificuldades para continuar a existir. Isso acontece porque, segundo a empresa, a maioria das inovações tecnológicas até esse ano serão centradas em cloud computing — o que significa que quem relutar contra essa transformação terá dificuldades para se manter na área.

Em um futuro próximo, a maioria das aplicações será entregue na nuvem onde o cliente vai pagar pelo serviço, sem ter preocupação com investimentos em licenças e equipamentos.

O Gartner também aponta os retornos financeiros que a nuvem pode gerar. O instituto aponta que, em 2020, esse mercado vai movimentar cerca de US$ 2,5 bilhões, mostrando não só a sua solidez, mas as possibilidades de gerar renda para as organizações.

Os especialistas têm apontado o quanto esse setor é promissor. Aqueles que estão relutando poderão sofrer na pele as consequências desse erro no longo prazo.

As organizações já começam a perceber isso e estão investindo cada vez mais na transformação de suas empresas para o ambiente cloud. Ainda segundo o Gartner, em 2019 haverá um aumento de 1,1% nos gastos globais nesse setor, alcançando a cifra de US$ 3,79 trilhões.

Seus concorrentes provavelmente já estão identificando os benefícios da cloud computing para suas empresas e investindo cada vez mais nisso, de forma que se você não começar a transformação para esse modelo de computação no seu negócio o quanto antes, sua empresa poderá ficar atrás dos concorrentes e ter diversas perdas produtivas.

A cloud computing auxilia na otimização de recursos

A computação em nuvem ganhou muito espaço, principalmente pela sua capacidade de otimização de recursos nas empresas que trabalham de forma direta ou indireta com tecnologia. Por isso, é fundamental entender como ela atua nesse quesito. Continue lendo e saiba mais sobre isso a seguir.

Facilidade de armazenamento

Como cloud computing trabalha com elasticidade e escalabilidade de recursos, há mais facilidade de armazenamento, permitindo lidar melhor com as mudanças na carga de trabalho.

Você precisa de mais capacidade de armazenamento? A plataforma consegue estender sua capacidade imediatamente, com apenas um clique. Não necessita mais desse espaço? Pode reduzir o seu consumo!

Além disso, por estar na nuvem, os itens ali armazenados são mais seguros, não estando suscetíveis a perdas devido a desastres tecnológicos ou panes de equipamentos físicos. Assim, seus dados estarão mais seguros no longo prazo.

Redução de custos

Em um data center tradicional, você teria que adquirir recursos além do que realmente necessita, pensando em consumo futuro. Isso significa ter um gasto com um potencial que você provavelmente não vai utilizar no momento e talvez nem no longo prazo.

Na computação em nuvem isso funciona de outra forma. Como há escalabilidade e elasticidade de recursos, você pode aumentar seus recursos pontualmente, segundo apenas o que é necessário. Isso representa uma redução considerável de custos para a sua organização.

Além disso, como as tarefas podem ser executadas com mais eficiência, o custo médio por operação tende a diminuir, melhorando o custo-benefício das operações do seu negócio.

Segurança de dados

Atualmente, uma das maiores preocupações das organizações é com a segurança de dados. Isso acontece porque, como a informação é cada vez mais essencial para o mercado, os cibercriminosos aproveitam isso para realizar ações ilegais para a obtenção de dados sensíveis ou sigilosos.

As consequências, caso os dados não sejam devidamente protegidos, são gravíssimas. Pense, por exemplo, em perder todas as informações de bancos de dados de clientes do seu negócio por problemas de hardware? O prejuízo seria considerável, certo?

Com cloud computing esse tipo de problema é minimizado, já que os dados não estão suscetíveis a desastres tecnológicos de hardware. Além disso, as plataformas contam com os maiores especialistas de segurança de dados do mundo, promovendo ações de proteção de dados no seu negócio, diminuindo os riscos de que essas informações caiam nas mãos de criminosos.

Agilidade de processos

A nuvem permite ter mais agilidade nos processos como um todo, desde o próprio escopo da solução até seus testes. Os gestores e profissionais podem focar nos processos internos, já que a preocupação com o funcionamento do sistema deixa de ser um problema — visto que ele passa a ser terceirizado.

Com isso, seus colaboradores podem se preocupar essencialmente com o desenvolvimento e cuidados com operações, o que agiliza o processo como um todo e promove entregas mais rápidas e precisas para os clientes.

As empresas devem investir em Cloud Computing o quanto antes

Como vimos, a computação em nuvem não é mais uma possibilidade, mas uma realidade para as empresas que trabalham com tecnologia. Tal como o Gartner aponta, é uma transformação que vai se consolidar até o próximo ano. Quem ainda não se adaptou a isso precisa correr contra o tempo para não ficar para trás e perder espaço no mercado.

Se a sua empresa ainda não começou o processo de migração de data center tradicional para a nuvem, cuidado! Está passando da hora de realizar esse tipo de processo e conseguir os melhores resultados para o seu negócio.

No entanto, a migração deve ser feita com cautela para que não ocorram erros nesse processo que possam comprometer a eficácia da utilização da nuvem, transformando algo que deveria realizar a otimização de recursos em uma situação que gere gastos excessivos com adaptações e reparos em processos malfeitos.

Para isso, conte com consultores especializados no serviço de migração para cloud computing. Eles vão realizar todo o processo de avaliação da sua empresa e indicar as melhores soluções caso a caso.

Sua empresa está preparada para essa mudança? Você está pronto para aproveitar essa janela de oportunidade antes dos seus concorrentes? Então entre em contato com a IPsense e converse com um de nossos consultores!

Leave a comment