Você já pensou em utilizar o acesso remoto na sua empresa? Essa pode ser uma solução atrativa para o negócio — em especial para o departamento de TI, que por vezes necessita de suporte emergencial.

Dessa forma, a empresa não dependerá de um funcionário in loco para solucionar o problema: basta que o profissional acesse a rede, remotamente, do seu computador pessoal. 

Apesar de apresentar muitas vantagens, a empresa deve estudar com cuidado a viabilidade de aplicar esse sistema nas suas operações cotidianas.

Neste artigo, vamos explicar como funciona o acesso remoto e listar os principais benefícios e desvantagens desse sistema para o seu negócio. Em seguida, vamos apresentar uma solução alternativa que sua empresa pode estudar. Ficou interessado? Então continue a leitura! 

Saiba o que é e como funciona o acesso remoto

O acesso remoto é uma tecnologia que conecta um dispositivo externo — como um computador, telefone ou tablet —  com o servidor da empresa. Essa conexão geralmente ocorre por meio de uma VPN (Virtual Private Network, ou rede privada virtual, em português), estabelecendo uma ligação direta entre ambos.

Confira as vantagens do acesso remoto 

Essa tecnologia oferece uma série de benefícios para a empresa. Abaixo, listamos cinco vantagens que o acesso remoto pode trazer para a companhia. Confira! 

1. Possui bom custo-benefício 

Um dos principais benefícios que o acesso remoto oferece para a empresa é um excelente custo-benefício. Para obter acesso à ferramenta, a companhia pode optar por contratar planos flexíveis de empresas de softwares que atendam às suas necessidades. Há, inclusive, algumas ferramentas gratuitas que possibilitam o acesso remoto. Porém, é preciso que a companhia se certifique se elas serão capazes de atender a demanda do departamento de TI.

2. Agiliza processos

Outra vantagem dessa ferramenta é que ela possibilita que usuários acessem os servidores da companhia de qualquer lugar. Isso dispensa a necessidade da presença física de um colaborador na empresa para solucionar problemas, o que resulta em mais agilidade nos processos operacionais. 

3. Aumenta a produtividade 

Com o auxílio da ferramenta de acesso remoto, a equipe de TI se torna mais produtiva, já que possui à sua disposição uma infraestrutura que possibilita mais flexibilidade no trabalho. Portanto, além de agilizar os processos, o acesso remoto também aumenta a produtividade do setor, já que o colaborador dedica maior foco e atenção na atividade que está desempenhando.

4. Poupa despesas com infraestrutura

Com a ferramenta, a empresa pode poupar uma cifra considerável com infraestrutura. Isso porque muitos funcionários conseguem adotar o sistema home office e trabalhar de suas próprias casas. Além de economizar com despesas em locação, a instituição também diminui gastos com o deslocamento dos colaboradores.

5. Mantém a equipe em sincronia 

Com o acesso remoto, é possível acompanhar à distância o andamento de determinados projetos. Isso mantém a equipe mais próxima e atenta, o que reduz a incidência de erros.

Conheça quais são as desvantagens do acesso remoto

Conforme mencionamos no início do artigo, a empresa deve avaliar com cuidado se o acesso remoto é, de fato, a melhor alternativa para o seu negócio. Listamos abaixo quatro desvantagens dessa ferramenta para você ficar atento. Confira!

1. Necessidade de boa conexão com a internet

Um dos aspectos negativos do acesso remoto é que, para poder usufruir da ferramenta, o usuário depende de uma boa conexão de internet nas duas pontas: tanto do servidor da empresa, quanto do dispositivo que acessará remotamente. Ou seja: não será possível, por exemplo, que um técnico realize suas atividades a distância se houver uma má conexão de internet na empresa.

2. Vulnerabilidade e segurança

Outro problema muito sério que a empresa pode esperar ao utilizar o acesso remoto é a falha na segurança. Um computador infectado por um vírus que esteja tentando estabelecer uma conexão a distância pode contaminar o servidor da empresa e provocar sérios transtornos, como o sequestro de dados ou vazamento de informações.

3. Falta de confiabilidade

Em função das irregularidades ocasionadas por certos imprevistos, como a má conexão de internet, o acesso remoto pode não ser a alternativa mais confiável para a empresa. Afinal, além de problemas com a rede, outros elementos podem afetar a disponibilidade do serviço — como uma falha no servidor da empresa, por exemplo.

4. Aplicações lentas 

Outra desvantagem do acesso remoto é a velocidade de transmissão de dados. A tecnologia possui um serviço mais lento, especialmente se o tráfego de dados no sistema é alto. Isso pode prejudicar o desenvolvimento das atividades do setor de TI.

Saiba por que o cloud computing pode ser uma boa alterativa ao acesso remoto

Se sua empresa se interessa pela possibilidade de mediar informações a distância, uma boa alternativa ao acesso remoto é o cloud computing. Enquanto aquele depende de dois equipamentos físicos —  o dispositivo e o servidor —, este, o cloud computing, utiliza o poder de processamento de servidores alugados na nuvem.

Ou seja: o usuário precisa somente de um navegador e uma boa conexão para acessar os arquivos que precisa, dispensando a necessidade de se conectar à rede da empresa. Em função disso, a aplicação é mais veloz quando comparada ao VPN. Além de uma maior velocidade na transmissão de dados, esse recurso também dispõe de elasticidade. Isso quer dizer que, se o usuário precisar de mais espaço de armazenamento, basta solicitar um upgrade ao provedor. 

O cloud computing é uma opção flexível, segura e eficiente para ambientes corporativos. A ferramenta permite um fácil acesso aos usuários autorizados e, ao mesmo tempo, fornece mais segurança de informações e elevado poder de processamento. 

Portanto, se você está considerando o acesso remoto como uma alternativa para o seu negócio, a dica é estudar bem todas as suas opções antes de implementar qualquer mudança. Avaliar todos os benefícios e desvantagens da ferramenta é fundamental para garantir uma melhor adaptação dos seus colaboradores e a proteção de dados da sua empresa!

E então, gostou das nossas dicas? Então siga nossas redes sociais, FacebookLinkedInTwitter e Google+, para acompanhar todos os nossos conteúdos no blog!