Você conhece a computação em nuvem? Esse conceito consiste no uso de máquinas virtuais hospedadas em servidores na internet, que substituem as versões físicas presentes nos data centers de cada empresa. 

A cloud computing é um caminho certo para as empresas: um estudo recente da Gartner indica que, até 2020, não ter soluções em nuvem será como não ter internet. Assim, podemos entender a importância de acompanhar esse mercado.

É possível comparar a computação em nuvem com a terceirização de profissionais. Afinal, ela oferece a possibilidade de contratar uma empresa especializada em um assunto — por exemplo, TI —, que recruta, aloca e mantém seu quadro de funcionários especialistas naquela área. 

Dessa forma, a empresa que contrata essa mão de obra terceirizada não precisa conhecer a fundo os detalhes daquele tipo de profissional, podendo se focar em assuntos que impactam diretamente as estratégias do seu mercado e a satisfação de seus clientes.

As principais características que fazem a computação em nuvem ser tão atrativa para as empresas são: redução de custosescalabilidade elevação de produtividade. Porém, é preciso ter um profissional capacitado e certificado para tal.

Por isso, ao longo deste texto, vamos explicar detalhadamente os tipos de certificação cloud computing existentes e ajudá-lo a escolher a melhor para você. Vamos lá?

Qual é a importância das certificações em cloud computing

Atualmente, a formação clássica das universidades e escolas técnicas não tem sido suficiente para entregar ao mercado um profissional pronto para executar determinadas funções nas empresas. É necessário ter mais conhecimentos, seja em alguma ferramenta, um processo do negócio ou até mesmo em outras áreas.

A tecnologia da informação é uma área que possui alta rotatividade de profissionais e constante mudança de paradigmas. Nesse contexto, as certificações servem para facilitar o trabalho de recrutamento e seleção ao explicitarem os conhecimentos que o profissional possui.

O melhor caminho para adquirir e provar seu conhecimento em cloud computing é obter uma certificação entre as várias disponíveis no mercado. Para cada uma delas, é necessário conhecer as principais características do assunto.

Além disso, uma certificação mostra claramente ao mercado que você é um especialista. Com o reconhecimento por parte das entidades certificadoras, ficará provado que você é uma autoridade no assunto!

Certificações conceituais

Em todo ramo de conhecimento humano, existem conceitos básicos que norteiam a execução de tarefas. Na mecânica, por exemplo, por mais que existam diferentes marcas e modelos de carros, há características que aparecem em todos eles.

Na computação em nuvem, existem conceitos comuns que formam a base de qualquer implementação de cloud computing. Esses conceitos servem para qualquer fornecedor, seja ele Google, Microsoft, Amazon ou Red Hat.

As certificações conceituais trazem também conhecimentos úteis no momento de analisar qual solução é a mais indicada para a realidade da sua empresa. Por isso, são ótimas opções para garantir a você uma base sólida de conhecimento para trabalhar com tecnologias em nuvem.

Certificações especialistas

Cada fornecedor possui sua implementação de serviços em nuvem, com características exclusivas daquele ambiente. Assim, esse tipo de certificação cloud computing é oferecida pela própria empresa responsável pela plataforma.

Dessa maneira, para cada ambiente há uma maneira otimizada e mais produtiva de executar determinada tarefa. Por isso, é importante ter a comprovação de que se conhece a fundo aquele ambiente para, assim, garantir a melhor solução possível para a empresa.

O profissional que possui uma dessas certificações está apto a gerenciar de maneira otimizada aquele ambiente em específico. Ou seja, ele é capaz de adotar as melhores práticas e configurações para extrair o máximo daquela solução.

A melhor opção é unir certificações conceituais e específicas. Mais adiante, vamos elencar um conjunto bem interessante de certificações que se complementam. Porém, o ideal é tirar todas as certificações conceituais mencionadas e a certificação específica do ambiente em nuvem com o qual você trabalhará.

Como alavancar a carreira obtendo as certificações

O melhor caminho para executar tarefas em qualquer ramo da Tecnologia da Informação é, sem dúvida, a prática. Muitos profissionais estudam por conta própria e de forma orientada a resolver problemas: conforme a necessidade por determinadas tarefas, faz-se um estudo na internet para descobrir como solucionar a situação em questão.

A partir do conhecimento adquirido na prática, é possível realizar estudos complementares especificamente para obter sua certificação cloud computing. Assim, o profissional poderá se destacar em sua posição atual e terá novas oportunidades de mercado abertas, principalmente ao se tornar um arquiteto em cloud computing!

Ao colocar sua nova certificação no seu perfil do LinkedIn, recrutadores de outras empresas poderão enviar vagas que valorizem sua competência. Isso é útil tanto para o caso de você estar disposto a mudar de empresa, quanto para conseguir uma contraproposta onde trabalha. Não é bacana?

Qual é a importância da cloud computing para as empresas

Conforme citado anteriormente, com a computação em nuvem, é possível terceirizar seu data center para as mãos de empresas gigantes de tecnologia. Um dos grandes benefícios disso é ter à disposição um ambiente sempre atualizado e usado por milhões de pessoas ao redor do mundo. 

Com a nuvem, em vez de se preocupar com a compra de máquinas para seu data center e a contratação de equipe própria para administrar esses recursos, essa tarefa é deixada nas mãos de gigantes da tecnologia como GoogleAmazon e Microsoft.

Com isso, seu time de colaboradores pode focar em trabalhar de forma criativa para otimizar os processos da empresa e criar soluções mais adequadas ao seu dia a dia. Portanto, aproveite para ser um dos primeiros a conhecer os benefícios das últimas tendências de cloud!

Quem é o profissional de cloud computing

Quem trabalha com Tecnologia da Informação está acostumado com constantes mudanças e aprendizados. Afinal, sempre surgem novas tecnologias e formas de fazer as coisas, bem como novas ondas que modificam significativamente paradigmas anteriores.

Foi assim com os sistemas web, substituindo o cliente-servidor. Depois, vieram os dispositivos móveis, tornando a responsividade uma característica indispensável a qualquer sistema web.

A computação em nuvem é uma tecnologia que, embora recente, já está consolidada. Por isso, um profissional da área tem um perfil bastante dinâmico e atualizado. Suas tarefas diárias incluem a configuração de ambientes na nuvem, monitoramento da cloud computing, tunning de performance e escolha de planos adequados à realidade da empresa.

Quando o profissional possui o diferencial de ter uma certificação cloud computing, o mercado inteiro sabe que sua capacidade foi atestada por uma empresa especialista no assunto. Por isso, ele é bastante valorizado no mercado, recebendo sempre ótimas propostas de emprego!

Como obter as certificações

Um ponto em comum a toda certificação em cloud computing é a disponibilidade de materiais e cursos online, mas algumas empresas oferecem, ainda, cursos presenciais! Via de regra, é possível obter a maior parte dos conhecimentos nos sites das próprias entidades certificadoras.

Como nas demais certificações e provas, é recomendado fazer testes simulados antes de realizar o teste para valer. Há sites especializados que oferecem provas parecidas com as aplicadas nos exames para você estudar.

Também é aconselhável ter seu próprio ambiente de estudos em nuvem. A Amazon e a Google, por exemplo, oferecem ambientes gratuitos para que o profissional possa estudar e testar soluções. É uma ótima pedida para se preparar, aliando a prática aos seus estudos!

Quais são as principais certificações em cloud computing disponíveis

Há um verdadeiro mundo em soluções de nuvem existentes atualmente, e esse universo de possibilidades não para de se expandir. Como conhecedores do mercado, cumprimos nosso papel de guia nessa jornada de escolha de certificações.

Com base em nossa experiência e nas indicações de grandes veículos da mídia especializada, como o americano CIO, o brasileiro Profissionais TI e outros, compilamos as certificações mais importantes da área.

Nosso critério foi baseado em: soluções com grande renome, grandes clientes e empresas conceituadas — verdadeiros gigantes do meio. A seguir, apresentaremos as principais certificações, tanto conceituais quanto especialistas. Vamos lá?

Certificações Amazon AWS

A Amazon ficou conhecida mundialmente pelo seu site de comércio eletrônico revolucionário, capaz de oferecer produtos a preços muito atrativos, bem abaixo dos concorrentes. Mundo afora, a empresa de Jeff Bezos causa grande alvoroço por onde passa, literalmente destruindo a concorrência — que não consegue ser tão eficiente quanto ela.

O ambiente de nuvem da Amazon é um dos mais presentes no mercado, sendo utilizado por grandes empresas. Sua própria loja roda no ambiente AWS, também utilizado por grandes nomes do Brasil como o Instituto de Ensino Anhanguera, o banco BTG Pactual, a CVC e o CNA.

O valor do conhecimento do profissional certificado em Amazon AWS é muito elevado, dado o nível de maturidade do ambiente — a qual é refletida nos diferentes tipos de certificações oferecidas.

Quais são os tipos de certificações da Amazon AWS

A certificação tipo “Foundation” garante o conhecimento dos fundamentos básicos da nuvem AWS. Ela é indicada para profissionais mais ligados ao negócio e às decisões de alto nível, como diretores e executivos.

Já o tipo “Associate” está relacionado a cargos e níveis de trabalho, garantindo que o profissional seja capaz de executar aquela determinada função dentro do ambiente AWS. Assim sendo, esse nível de certificação é indicado ao corpo profissional que “coloca a mão na massa” e mantém o ambiente no ar.

Por fim, temos a certificação “Professional”, que garante o mais alto nível de conteúdo dentro daquele tópico da plataforma AWS e é indicada para os profissionais responsáveis pelo planejamento de soluções.

Como se preparar para uma certificação Amazon AWS

É possível estudar pelo site da Amazon, sendo a seção de certificação um ótimo ponto de partida. Também há os cursos da famosa plataforma de ensino virtual Udemy e outras instituições de ensino presenciais e à distância.

Outra dica valiosa para obter essa certificação em cloud computing é fazer uso do ambiente gratuito de AWS para estudos. Nele, você poderá colocar a mão na massa usando o ambiente real para exercitar seus conhecimentos. Ótima pedida, não?

Certificação de Segurança em Nuvem

Um dos motivos que levam as empresas a serem resistentes à adoção de computação em nuvem diz respeito a um receio sobre segurança e privacidade de dados. Esse medo não se sustenta mais, visto que as soluções de nuvem também estão em um estágio avançado de amadurecimento em termos de segurança e privacidade.

Essa é uma questão muito importante para qualquer tipo de aplicação. No caso da nuvem, tal necessidade torna-se ainda mais crítica, pois os dados não ficarão dentro das portas da empresa. Para atender a esse requisito, os diferentes fornecedores de ambientes na nuvem seguem certos padrões de mercado.

Na Certificate of Cloud Security Knowledge, são abordados temas relativos a essa padronização entre diferentes nuvens. Independentemente da usada, seja ela Google, Amazon, Microsoft ou outra qualquer, os conceitos aprendidos nessa certificação serão aplicáveis.

Como se preparar para a Certificate of Cloud Security Knowledge

Essa certificação é aplicada pela Cloud Security Alliance (CSA), que possui em seu site um curso bastante completo. Como dica, é recomendável ler as diretrizes da CSA bem como o relatório da Agência Europeia para a Segurança das Redes e da Informação (ENISA). 

Cloud Institute Certifications

A maior economia do mundo possui níveis elevados de exigência. Para trabalhar para o Governo dos Estados Unidos, é necessário atender a uma série de requisitos. Mesmo nesse mercado tão exigente, existe uma vasta presença de soluções em nuvem — e esse é um dos inúmeros exemplos que atestam o grau de maturidade dessa computação.

As certificações do órgão americano têm por objetivo avaliar o conhecimento do profissional sobre as diretrizes usadas nos serviços públicos dos Estados Unidos. Como há um altíssimo nível de exigência para atuar nesses órgãos, o conhecimento dessa certificação é bastante valioso, mesmo que você não vá trabalhar para o governo americano.

Quais são os tipos de certificação do Cloud Institute

Existem três níveis de certificação:

  • nível mais básico: Open — avalia os conhecimentos menos profundos do ambiente de nuvem. Essa certificação, assim como a do AWS, é recomendada para profissionais de mais alto nível e tomadores de decisões;

  • segundo nível: Professional — atesta que o profissional possui um conhecimento profundo de negócio e um conhecimento técnico razoável, suficiente para operações do dia a dia em ambiente de nuvem;

  • terceiro e maior nível: Architect — atesta que o profissional com essa certificação cloud computing é capacitado para executar um projeto completo de solução em nuvem. O arquiteto é responsável pela escolha de qual ambiente é mais adequado para a necessidade específica da empresa, além de ter todo o conhecimento necessário para montar o ambiente de nuvem e operá-lo.

Como se preparar para a certificação Cloud Institute

A Cloud Institute oferece uma lista de tópicos para cada um dos tipos de certificação, bem como algumas questões de exemplo na página de cada uma. Também é recomendável ler as publicações oferecidas pelo National Institute of Standards and Technology (NIST), do Departamento de Comércio dos EUA. Ter experiência com desenvolvimento de aplicações para nuvem também é recomendado.

Google Certified Professional Cloud Architect

A Google é uma empresa que se tornou sinônimo de buscas na internet. Esteja você buscando pela solução de uma instabilidade do seu ambiente, por um local barato para jantar ou pelo hotel mais próximo à praia que você vai viajar, seu buscador tem a resposta.

Assim como a Amazon, ela é referência no mercado de nuvem, e gigantes como HSBC, Twitter e PayPal estão entre as empresas que usam as suas soluções em cloud computing. Por isso, é ótimo contar com a expertise da empresa de Larry Page e Sergey Brin no seu negócio.

Dessa forma, um profissional com essa certificação cloud computing é capaz de projetar e implementar uma solução de alto nível de desempenho.

Como se preparar para a certificação Google Cloud Architect

A Google oferece, em seu site, todo o material de estudo necessário. Porém, a prova deve ser feita presencialmente em um dos seus escritórios espalhados pelo mundo. É recomendável ler o guia da certificação, assim como realizar um curso online no Coursera ou outras opções presenciais, indicados na página da certificação.

VMware Certified Professional

A VMware é uma empresa já conhecida no mundo de virtualização de máquinas de servidores, antes mesmo do surgimento do conceito de nuvem como conhecemos hoje. Antigamente, era possível instalar o software da VMware em um computador Windows e, dentro da máquina virtual criada, rodar um Linux, por exemplo. Hoje, você pode fazer uso da plataforma de cloud computing da VMware — que, inclusive, está presente no ambiente AWS da Amazon.

Quais são os tipos de certificação da VMware

Com o tempo, a empresa evoluiu para a nuvem e, hoje, é um dos grandes nomes do mercado de cloud computing. Sua certificação é dividida em vários níveis e tipos, cada um específico para uma versão da VMware. Das empresas listadas aqui, ela é a que possui mais tipos de certificação disponíveis. Portanto, é aconselhável dar uma olhada no site deles para escolher a mais adequada ao seu perfil.

Como se preparar para ser um VMware Certified Professional

Para obter a certificação, é recomendável ter experiência de trabalho com o ambiente VMware e utilizar os materiais de estudo fornecidos pela própria empresa.

Red Hat OpenStack

A distribuição de Linux com suporte oferecido pela Red Hat é referência entre as grandes e médias empresas. Para aqueles que querem contar com o sistema open source com suporte de sistema proprietário, essa sempre foi a melhor opção. Em tempos de computação em nuvem, a empresa oferece a versão gratuita de implementação de nuvem, conhecida como Open Shift. Além dela, também é possível contar com as soluções pagas com suporte incluso, como nos bons tempos de Linux. 

A certificação OpenStack atesta que o profissional é qualificado para a administração e o desenvolvimento de soluções escaláveis, seguras e performáticas dentro do ambiente privado de nuvens da Red Hat.

Como se preparar para a certificação Red Hat OpenStack

O curso Red Hat OpenStack Administration II ensina os tópicos abordados pela certificação, de maneira bastante didática. Esse curso cobre assuntos como gerenciamento de ambiente corporativo, gerenciamento de armazenagem, gerenciamento de prevenção a falha, deploy orquestrado e monitoramento de autoescalamento do ambiente. Bastante completo, não é?

Certificações Microsoft Azure

Nos anos 90, Bill Gates tornou-se o homem mais rico do mundo e celebridade geek ao projetar e distribuir o Windows, revolucionando o mundo da computação. Hoje, sua empresa segue referência no mercado de Tecnologia da Informação e marca presença no mundo da cloud computing.

A solução de nuvem da Microsoft, denominada Azure, é utilizada por empresas como Uber, Vodafone e TV Bandeirantes. Assim como a gigante do mercado de tecnologia, seus cursos seguem o padrão de qualidade Microsoft, uma marca que agrega muito a qualquer currículo.

Quais são os tipos de certificação cloud computing da Microsoft Azure

Assim com a VMware, a Microsoft possui muitos tipos de certificação, cada uma específica para um tipo diferente de profissional. Há, por exemplo, a certificação de Infraestrutura e Implantação do Microsoft Azure, destinada para profissionais responsáveis por implantar a nuvem e mantê-la no ar.

Já a certificação Integração e segurança do Microsoft Azure é voltada para profissionais de segurança da informação, enquanto a Criando Microsoft Azure Solutions é destinada a arquitetos de sistema.

Como se preparar para as certificações da Microsoft

Todos as opções contam com cursos online e presenciais. No site de certificações cloud computing da Microsoft, é possível ver detalhes de cada uma e acessar o respectivo curso preparatório.

Conclusão

A computação em nuvem veio para ficar, trazendo com ela produtividade, terceirização de responsabilidades e redução de custos. Dessa forma, até mesmo as pequenas startups podem utilizar o mesmo ambiente escalonável e distribuído utilizado pelas gigantes da tecnologia.

Lembre-se de que, para que o seu negócio possa usufruir de todos os benefícios que a computação em nuvem oferece, é preciso contar com empresas especializadas para fazer a implantação da solução e treinar a sua equipe para utilizá-la.

Agora que você conhece mais sobre as principais certificações, entre em contato com a IpSense. Nossa equipe de especialistas em soluções de nuvem pode ajudá-lo a tirar sua certificação cloud computing e ficar ainda mais preparado para esse exigente mercado de trabalho!